Um antigo mito grego relata que a Esfinge Gizé, na cidade de Tebas, no Cairo, questionava os viajantes que passavam pela cidade com o enigma:

“Decifra-me ou te devoro!  Qual o animal que de manhã tem quatro patas, ao entardecer tem duas e ao anoitecer tem três patas?” Resposta correta: “o homem”. Se não fosse respondido corretamente, o viajante era devorado pela esfinge.

A palavra enigma significa algo ou alguma coisa de difícil compreensão, difícil de definir ou de conhecer a fundo. As questões existenciais também podem ser definidas assim; os enigmas da vida sempre foram tema da investigação e inquietude humana.

Existe uma incansável busca do homem em conhecer, decifrar tudo que o cerca. Mas, ao mesmo tempo, outro enigma antigo escrito no templo de Delphos, “Conhece-te a ti mesmo” é, muitas vezes, ignorado.

O autoconhecimento muitas vezes demanda que se rompa com padrões de pensamento e comportamento. É tarefa extremamente difícil e dolorosa, que determina se o “viajante” será devorado pelo seu contexto existencial ou não. Sendo assim, o enigma da esfinge pode ser recolocado como, “Decifra-te ou te devoro”.

E então…já vem aquelas perguntinhas sem resposta me assombrar!

Enigma! Uma aura opaca, obscura que cumpre seu significado, diz sobre o desconhecido.

Já Sentiu Isto? Uma sensação de aperto no peito, nó na garganta, um desconforto que vem de não sei onde? Seria angústia? Mas quanto a quê? Por quê? De onde vim? Para onde vou?

Responde ao aperto que mitifica o percurso existencial. A partir de narrativas simbólicas, figurativas tenta explicar o contraditório, impondo seu conhecimento.

Decifra-me ou Te Devoro” que implora pelo “Conhece-te a ti mesmo” mas, do que estamos falando?

– De autoconhecimento e ponto final.


Jacqueline Azizi
Jacqueline Azizi

Sou Coach Vocacional, apaixonada pelo aprender, com mais de 30 anos de experiência na área educacional, atuando desde a docência, coordenação pedagógica até a gestão escolar, nas redes particular e pública. Meu trabalho é ajudar jovens a encontrarem sua vocação. Meu propósito é facilitar para que os jovens sejam mais felizes como protagonistas da própria história. Autora do livro Coaching com provérbios populares. Já orientou dezenas de jovens a encontrar seu caminho.

Leave a Reply

Your email address will not be published.