O processo de Coaching Vocacional é um divisor de águas na vida dos jovens em fase de escolha profissional.

Vida de aluno de 3º ano do Ensino Médio não é nada fácil! Eles intensificam a rotina de estudos com aproximação das avaliações do Enem. Abdicam do lazer, sofrem com os conflitos naturais da adolescência, com a responsabilidade sobre a decisão vocacional, com a pressão pessoal e familiar, isto tudo somado à forte competição por uma vaga.

Frente a isso, o estresse é inevitável. Embora cada um reaja de forma diferente, é possível reconhecer sintomas diversos, que se repetem, como insônia, agressividade, angústia, cansaço, depressão dentre outros.

O Coach Vocacional deve contribuir para que esses efeitos sejam administrados numa rotina mais produtiva. Para que organizem seus horários de acordo com o tipo de atividade, uma de cada vez, além de reservarem parte do tempo para o lazer, práticas relaxantes e, inclusive, atividade física.

Se não é possível criarmos uma bolha de isolamento desse mundo cruel, é possível sim, por meio do coaching, que esses sintomas sejam amenizados!

Investir no autoconhecimento, valorizando talentos e habilidades, ressignificando crenças é uma das possibilidades para ancorar toda essa angústia. É quando o processo de Coaching Vocacional faz toda a diferença!

O processo de maturidade, seja ele vocacional ou não, está intimamente ligado a este autoconhecimento, pois é a partir dele que as escolhas vão sendo feitas.

Então fica quase fácil… é entender que quanto mais a pessoa conhece suas emoções, valores, talentos e crenças, ela é capaz de escolher de acordo com o seu próprio projeto de vida, aumentando, em muito, a assertividade desta escolha.

Quase fácil, eu disse? É óbvio que não!

Não nos é possível acelerar esse amadurecimento, de forma mecânica, de fora pra dentro. O conhecer-se envolve empenho, trabalho e dor.

Trabalhar com o nicho vocacional é ouvir as dores daqueles que estão buscando por respostas.  É entender dúvidas e medos dos que estão imersos num sistema cruel de cobranças e pressão de todos os lados.

É lidar com o sofrimento da indecisão. Nesses momentos é preciso que os jovens estejam certos das incertezas que tem para não cederem às interferências que estão sujeitos.

O papel do Coach Vocacional é facilitar pra que não se tornem exatamente o que não queriam ser – como, infelizmente, muitas vezes, acontece


Jacqueline Azizi
Jacqueline Azizi

Sou Coach Vocacional, apaixonada pelo aprender, com mais de 30 anos de experiência na área educacional, atuando desde a docência, coordenação pedagógica até a gestão escolar, nas redes particular e pública. Meu trabalho é ajudar jovens a encontrarem sua vocação. Meu propósito é facilitar para que os jovens sejam mais felizes como protagonistas da própria história. Autora do livro Coaching com provérbios populares. Já orientou dezenas de jovens a encontrar seu caminho.

Leave a Reply

Your email address will not be published.